O ZHANG

O mundo é seus (mas nosso também)
The World is Yours (But Also Ours)
Muito mudou na China desde o regime de Mao. Durante aquele período, a arte serviu apenas como um meio para retratar a glória do comunismo. A China se desenvolve atualmente com maior velocidade e diversidade do que antes, no que pode ser visto como seu segundo “Grande Salto Adiante”. Em sua pressa para atingir o suposto “padrão internacional” e eventualmente liderar a comunidade internacional em sua ascensão como uma potência mundial no século 21, ela arrisca cometer muitos erros.  As fotografias apresentadas na série “The World is Yours (But Also Ours)” combinam imagens e texto, utilizado slogans e seguindo a fórmula aplicada nos cartazes de propaganda da Revolução Cultural, a fim de subverter ou reforçar a relação entre eles, capturando porém os conflitos econômicos e políticos da cultura chinesa atual, entre eles, a crise de identidade vivida pela juventude no país.
_

A great deal has changed in China since Mao’s regime. During that time art served only as a means of depicting the glory of communism. China is now developing more rapidly than ever before and in every different way with what could be seen as its second “Great Leap Forward”. In its rush to catch up with the so-called “international standard” and to eventually lead the international community with its arrival as a world power in the 21st century it risks making many mistakes. These photographs combine images with graphic text, following the form used in Cultural Revolution-era propaganda posters, in order to subvert or reinforce the relationship between them capturing the economic and political conflicts in modern day Chinese culture, among them, the identity crisis facing Chinese youth. 

www.ozhang.com
China