SANDEEP TK

Declaração de empatia
Declaration of empathy

Na India, os Hijras, independente de sua casta, são empurrados para um canto claustrofóbico da sociedade e não são aceitos nem por suas próprias famílias, com vergonha de chamá-los de seus. É a essas pessoas que este projeto fotográfico é dedicado, celebrando sua dignidade, garra e admirável entusiasmo pela vida. Sandeep, é uma delas, um jovem Queer que cresceu em Kerala, India. Declaração de Empatia articula-se a partir de um gesto simples do artista que convida outras pessoas da comunidade Hijra para participar do projeto. Pessoas que, como ele, vivenciam essa exclusão, as dificuldades de sobreviver, estudar e trabalhar num ambiente social de absoluta opressão. O convite feito pelo atista foi o de se imaginar em uma outra vida, aquela que poderia ter alcançado não fosse a discriminação social que confina suas escolhas e possibilidades de futuro. Sandeep dá ver uma cena de cada uma dessas outras vidas, cenas performadas pelos participantes como um instantâneo, cuidadosamente construído como uma fotografia vernacular de um álbum de família.

In India, the Hijras, regardless of their caste, are pushed into a claustrophobic corner of society, not even accepted by their own families, who are ashamed to call them their own. It is to these people that this photographic project is dedicated, celebrating their dignity, determination, and admirable enthusiasm for life. Sandeep, is one of them, a young Queer who grew up in Kerala, India. “Declaration of Empathy” is articulated based on a simple gesture by the artist that invites others from the Hijra community to participate in the project. People who, like him, experience this exclusion, the difficulties of surviving, studying, and working in a social environment of absolute oppression. The invitation is “to imagine yourself in another life”, the one you could have achieved, had it not been for the social discrimination that confines your choices and possibilities for the future. Sandeep gives us a view of each of these ‘other lives’, scenes performed by the participants as a snapshot, carefully constructed like a vernacular photograph from a family album.

 

sandeeptk.com
Índia

Sherlin acredita fortemente no comunismo em Kerala e ela admira os líderes comunistas. Sherlin quer trabalhar entre os oprimidos e as pessoas de sua própria comunidade. E ela acredita que o comunismo é a maneira de mudar o mundo.

Sherlin is a strong believer of communism in Kerala and she admires the communist leaders, Sherlin wants to work among the downtrodden and people in her own community And she believes communism is the way to change the world.

Abhi aka Annamma se apaixonou por um homem aos 17 anos, e decidiu morar com ele, nessa mesma época ele voltou para casa, a família era hostil e inaceitável. Ele se mudou de casa, depois de algumas semanas ele voltou para sua família quando sua mãe estava doente. Sua avó desejava que ele se tornasse um sacerdote na Igreja, ele ingressou no seminário e permaneceu na igreja por 4 meses, mas decidiu parar e se tornar Annamma. Esta fotografia foi tirada perto do túmulo de sua avó.

Abhi aka Annamma fell in love with a man when he was 17, and decided to live with him, that was the same time he came out at home, the family was hostile and unaccepting. He moved out of his house, after a few weeks he came back to his family when his mother was ill. His grandmother wished him to become a priest in the Church, he joined a seminary and stayed in the church for 4 months but decided to stop and become Annamma. This photograph is taken near the tomb of his grandmother.

Miya Sivaram é a segunda filha de seus pais, sendo um menino, ela tinha a responsabilidade de cuidar da família, ela começou a trabalhar em diferentes lugares para ajudar a família e ela contribuiu para o casamento de sua irmã. Após o casamento de sua irmã, ela desapareceu de Kerala para Tamil Nadu, para ser sincera com seu sentimento de se tornar uma mulher e para encontrar um homem que pudesse amá-la. Aos 23 anos, ela fez uma operação de mudança de sexo para se tornar Miya. “Eu gostaria de ser advogado depois de experimentar a discriminação e o bullying que enfrentei na minha vida.” Disse Miya

Miya Sivaram is the second child to her parents, being a boy, she had the responsibility of taking care of the family, she started working in different places to help the family and she contributed for her sister’s marriage. After her sister’s marriage she disappeared from Kerala to Tamil Nadu, to be truthful to her feeling of becoming a woman and to find a man who could love her. At the age 23 she had a sex change operation to became Miya. “I wish I was a lawyer after experiencing the discrimination and bullying I faced in my life.” Said Miya

Sathya Siddharth é um homem trans, agora morando com sua namorada, é difícil para ele encontrar um lugar para ficar junto. Siddharth acredita a pessoa precisa estar em uma posição de poder e de fazer mudanças.

Siddharth Sathya Siddharth is a transman, now living together with his girlfriend, it is hard for him to find a place to stay together. Siddharth believes you have to be in a position to hold power, and to make changes.